Terça, 21 de novembro de 201721/11/2017
83 99654-3170
SportNets
ESPORTES
Chapecoense vence Atlético Nacional e sai em vantagem na Recopa
E não poderia faltar o tradicional “vamo, vamo, Chape” aos 26 minutos do segundo tempo, como uma forma de homenagear os 71 mortos no acidente aéreo. A torcida ficou de pé, aplaudiu, piscou luzes do celular e ecoou o grito por toda a Arena Condá.
Sertão em Foco Paulista - PB
Postada em 05/04/2017 ás 07h11
Chapecoense vence Atlético Nacional e sai em vantagem na Recopa

Não era uma partida qualquer. Era o reencontro de duas equipes que se tornaram irmãs após uma tragédia. Era a realização de um grande jogo com pouco mais de quatro meses de atraso. Por isso, foi emocionante e a Chapecoense largou em vantagem no duelo de ida da Recopa Sul-Americana ao superar o Atlético Nacional pelo placar de 2×1, nesta terça-feira (04), na Arena Condá, em Chapecó.


Com o resultado conquistado dentro de seus domínios, a equipe brasileira precisa de um empate no jogo de volta, marcado para o dia 10 de maio (quarta-feira), às 21h45 (de Brasília), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia, para conquistar o caneco.



Apoio da torcida contagia Chape


Não poderia ser diferente. A Arena Condá estava completamente lotada e as energias que cercavam o jogo influenciaram a Chapecoense. Jogando em casa, o Verdão do Oeste marcava na saída de bola e quase marcou em chute de perna direita de Reinaldo, que foi defendido por Armani.


A resposta do Atlético Nacional veio em lance que silenciou momentaneamente o estádio. Artur Moraes saiu jogando errado, Dayro Moreno foi acionado e mandou para as redes, mas o impedimento foi assinalado. E para não deixar os colombianos gostarem do jogo, João Pedro recebeu dentro da área, tirou o marcador e bateu. A bola pegou no braço de Bocanegra e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, Reinaldo deslocou Armani e fez a Arena Condá explodir em festa.


O gol deu tranquilidade à Chapecoense, que se postou no campo defensivo à espera do contra-ataque. Rossi, pelo lado direito, era o jogador mais acionado e o responsável por infernizar os defensores colombianos. Em uma das vezes, ele cruzou para Túlio de Melo, porém o camisa 10 cometeu falta no goleiro adversário e o placar não foi alterado.


Vamo, vamo, Chape


Na etapa complementar, a Chape continuou tentando apostar nos contra-ataques, sempre apostando na velocidade de Rossi e Apodi. Porém, quem balançou as redes foi o Atlético Nacional, aos 13 minutos. A zaga não afastou, Macnelly Torres limpou a marcação e finalizou forte, com a perna esquerda, no ângulo de Artur Moraes, que chegou a tocar na bola, mas não conseguiu defender. Após o gol, os torcedores brasileiros aplaudiram o gol dos colombianos.


A equipe da Colômbia passou a gostar da partida e tentava oferecer perigo à meta adversária, buscando controlar a articulação das principais jogadas. Só que foi a Chapecoense quem pôde comemorar novamente. Em cobrança de escanteio de Reinaldo, o zagueiro Luiz Otávio apareceu como uma flecha do Índio Condá e cabeceou para o fundo das redes, recolocando os brasileiros em vantagem.


Na frente do marcador, o Verdão do Oeste encurralou o Atlético Nacional no campo de defesa e passou a criar chances contra Armani. O goleiro apareceu muito bem em chute cruzado de Rossi, em cabeçada do atacante Wellington Paulista e também em falta de Reinaldo. Com isso, o placar não foi mais alterado e o time da Arena Condá confirmou o triunfo por 2×1.


Homenagens


Como era de se esperar, não foi um “simples jogo”. Homenagens emocionantes foram feitas, como as palavras proferidas por Rafael Henzel, Neto, Jakson Follmann e Alan Ruschel, sobreviventes do acidente aéreo. Além disso, houve também o “Show da Gratidão”, com Duca Leindecker e aplausos para os jogadores do Atlético Nacional quando entraram para o aquecimento.


E não poderia faltar o tradicional “vamo, vamo, Chape” aos 26 minutos do segundo tempo, como uma forma de homenagear os 71 mortos no acidente aéreo. A torcida ficou de pé, aplaudiu, piscou luzes do celular e ecoou o grito por toda a Arena Condá.


Próximos jogos


A Chapecoense volta a campo no fim de semana, quando enfrenta o Metropolitano, em Blumenau, no domingo (09), às 16h (de Brasília), em partida válida pelo Campeonato Catarinense. O Atlético Nacional, por sua vez, encara o Millonarios, no estádio Atanasio Girardot, na sexta-feira (07), pelo Campeonato Colombiano.

FONTE: Torcedores.com
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
290